1 2 3 4 5 6
6

Gravidez na Adolescência

Primeiro vou postar um texto que peguei na net,no fim vou falar com minha palavras sobre o assunto.



A adolescência é uma fase bastante conturbada na maioria das vezes, em razão das descobertas, das ideias opostas às dos pais e irmãos, formação da identidade, fase na qual as conversas envolvem namoro, brincadeiras e tabus. É uma fase do desenvolvimento humano que está entre infância e a fase adulta. Muitas alterações são percebidas na fisiologia do organismo, nos pensamentos e nas atitudes desses jovens.

A gravidez é o período de crescimento e desenvolvimento do embrião na mulher e envolve várias alterações físicas e psicológicas. Desde o crescimento do útero e alterações nas mamas a preocupações sobre o futuro da criança que ainda irá nascer. São pensamentos e alterações importantes para o período.

Adolescência e gravidez, quando ocorrem juntas, podem acarretar sérias consequências para todos os familiares, mas principalmente para os adolescentes envolvidos, pois envolvem crises e conflitos. O que acontece é que esses jovens não estão preparados emocionalmente e nem mesmo financeiramente para assumir tamanha responsabilidade, fazendo com que muitos adolescentes saiam de casa, cometam abortos, deixem os estudos ou abandonem as crianças sem saber o que fazer ou fugindo da própria realidade.

O início da atividade sexual está relacionado ao contexto familiar, adolescentes que iniciam a vida sexual precocemente e engravidam, na maioria das vezes, tem o mesmo histórico dos pais. A queda dos comportamentos conservadores, a liberdade idealizada, o hábito de “ficar” em encontros eventuais, a não utilização de métodos contraceptivos, embora haja distribuição gratuita pelos órgãos de saúde públicos, seja por desconhecimento ou por tentativa de esconder dos pais a vida sexual ativa, fazem com que a cada dia a atividade sexual infantil e juvenil cresça e consequentemente haja um aumento do número de gravidez na adolescência.

A gravidez precoce pode estar relacionada com diferentes fatores, desde estrutura familiar, formação psicológica e baixa autoestima. Por isso, o apoio da família é tão importante, pois a família é a base que poderá proporcionar compreensão, diálogo, segurança, afeto e auxílio para que tanto os adolescentes envolvidos quanto a criança que foi gerada se desenvolvam saudavelmente. Com o apoio da família, aborto e dificuldades de amamentação têm seus riscos diminuídos. Alterações na gestação envolvem diferentes alterações no organismo da jovem grávida e sintomas como depressão e humor podem piorar ou melhorar.

Para muitos destes jovens, não há perspectiva no futuro, não há planos de vida. Somado a isso, a falta de orientação sexual e de informações pertinentes, a mídia que passa aos jovens a intenção de sensualidade, libido, beleza e liberdade sexual, além da comum fase de fazer tudo por impulso, sem pensar nas consequências, aumenta ainda mais a incidência de gestação juvenil.

É muito importante que a adolescente faça o pré-natal para que possa compreender melhor o que está acontecendo com seu corpo, seu bebê, prevenir doenças e poder conversar abertamente com um profissional, sanando as dúvidas que atordoam e angustiam essas jovens.

Por Giorgia Lay-Ang
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola



http://www.brasilescola.com/biologia/gravidez-adolescencia.htm



Acho que o principal fator para prevenir a gravidez na adolescência é o acompanhamento dos pais, informação é muito bom também, mas acaba sendo inútil se não tiver conversa, se não tiver entendimento. O mundo de hoje evolui em um ritmo bem acelerado, vários conceitos que eram mantidos antigamente, se perderam, um exemplo disso é o sexo antes do casamento. E temos que nos adaptar, e conversar bastante. Dar espaço para que seus filhos conversem e digam tudo que estão sentindo e vivendo, esquecer o "titulo" de mãe e passar ser amiga em alguns momentos. Então, se você é mãe, e sua filha (o) está passando por isso, tente apoiar, pois muitos pais pensam que se apoiar arruma outro, pode sim acontecer isso, mas se a (o) adolescente for muito irresponsável e não ter amor ao filho (a), e se não apoiar?Vai jogar seu filho (a) na rua, obrigar fazer aborto?Será que isso resolve?Tem que ter apoio e muita conversa só isso que pode ajudar. Espero ter ajudado. bjs

6 comentários:

  1. Gostei! Interessante isso... Eu tenho uma filha que já vai fazer 17 anos... E tenho dois meninos, 14 anos e 1 ano e meio...
    Quando você diz que precisa de muita conversa eu concordo e procuro conversar muito sobre tudo, principalmente sexo e drogas... Mas... sinto resistência e percebo que não é só aqui na minha casa, outras mães passam pela mesma situação. Milha filha diz que falo demais, pergunto demais... E olha que nem é tanto assim. Só falo qu se ela achar que esta na hora de ter relação com o namorado que seja de forma responsável. Que se cuide, que use preservativo e pílula, que vá ao médico... Mas ainda sim, sinto ela pouco a vontade e tento respeitar ao máximo não sendo muito invasiva. Complicado rss...
    Adorei seu blog, sua filha é linda, você é linda! Beijosss

    ResponderExcluir
  2. é muito complicado msm,mas vc já esta em um ótimo caminho, só falta sua filha para de resistir e confiar mais,eu me arrependo muito de não ter cv com a minha mãe,e por isso q quero fazer acompanhamento com psicologo pra saber qual a melhor forma de cv sobre esses assuntos q são delicados.mas parabéns pela sua atitude,e acho q sua filha tem é vergonha de falar sobre sexo com vc,assim como eu tenho ate hj,
    muito obg pelo elogio Flavia,são seu olhos flor.

    ResponderExcluir
  3. oii parabéns sua filha é linda se eu tivesse uma filha ela ia se chamar Alice eu acho lindo esse nome

    ResponderExcluir
  4. ai que lindo esse seu texto, eu copiei o da internet ta amor? hihi! *-* gostaria de saber se você quer falar o que é ser mãe no meu blog! obg (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fica a vontade flor :)
      aaih eu qro sim
      ameei o convite

      Excluir

Alice e eu agradecemos pela visita e comentario,volte sempre!

Princesa